Notícias Novidades Legislativas Novidades de Jurisprudência Temas em Análise Opinião JURÍDICO EVENTOS MULTIMÉDIA AUTORES O QUE É?
* indicates required
Notícias

Atualização das rendas para 2022 fixada em 0,43%

Tiago Cabral | 06-10-2021
Em 2022 as rendas voltam a aumentar, depois de terem ficado congeladas este ano. O valor das rendas registará um aumento de 0,43%, o que representa, numa renda de 500 euros mensais, mais 2 euros e 15 cêntimos.
Foto

O Instituto Nacional de Estatística (INE) fez publicar no dia 23 de setembro, na 2ª Série do Diário da República, o Aviso n.º 17989/2021 que, em cumprimento da legislação em vigor, fixa, para vigorar no ano civil de 2022, o coeficiente de atualização anual de renda dos diversos tipos de arrendamento, urbano e rural. De acordo com o aviso, no próximo ano o coeficiente de atualização a aplicar será de 1,0043.

Feitas as contas estamos a falar de mais 43 cêntimos por cada 100 euros de renda. Assim, uma renda fixada no valor de 500 euros terá um aumento máximo de 2 euros e 55 cêntimos. E uma renda de 1.000 euros terá, no máximo, um aumento de 4 euros e 30 cêntimos.

O senhorio, interessado na atualização da renda, deverá comunicar ao arrendatário, através de carta registada com aviso de receção e com uma antecedência mínima de 30 dias, o novo montante da renda, bem como o coeficiente aplicado e demais fatores relevantes utilizados no seu cálculo.

A atualização da renda só pode ter lugar um ano após a data de início do contrato ou da última atualização. A não atualização por parte do senhorio prejudica a recuperação dos aumentos não feitos, podendo, todavia, os coeficientes ser aplicados em anos posteriores, desde que não tenham passado mais de três anos sobre a data em que teria sido inicialmente possível a sua aplicação.

 

RELACIONADAS